quarta-feira, 12 de março de 2008

Dora Ribeiro Poesia

para as gaivotas de ruy belo

parca serenidade I

nunca gostei de gaivotas
não tenho mar suficiente
nem sequer águas
menos correntes

bicho que
pisa ondas e pedras
com a mesma certeza
não me parece fiável

luiza disse que
o poeta é um animal longo
desde a infância
mas isso incluirá
as gaivotas?



parca serenidade II

a infância é o nosso mais fiel e longo animal
(Dora Ribeiro in Teoria do Jardim)

Um comentário:

  1. comedor de buraquinhoquinta-feira, março 13, 2008

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir