quinta-feira, 29 de novembro de 2007

poema do dia

temporale 1

quero te ver dopo il temporale
no passado
onde o abismo vive num poço
sem vertigens
e
limita-se ao descanso profundo
e às idéias de águas paradas

(Dora Ribeiro - Bicho do Mato)

2 comentários:

  1. Amo este poema e os outros da série
    temporale.

    ResponderExcluir
  2. lindo, como a minha mae

    ResponderExcluir