sexta-feira, 4 de março de 2011

lira paulistana

no meio-fio entre sarjetas
baila rasteiro um pássaro
ou um mico

contra a parede
do mercado municipal
benguelas aflitos bateiam

pela aleias
entre o cocô do bandido
e um pano roto nos cabelos

tristes margaridas
bailam
de pá e ancinho

entre a elegância
de suas meninas
e o destino

das putas comezinhas

(oswaldo martins)

Um comentário:

  1. q viva adoniran e q vivam todas as traduções de sampa, cidade maravilhosa!

    ResponderExcluir